quarta-feira, 14 de maio de 2008

Resumo: MORTE E VIDA SEVERINA

"(...) E não há melhor resposta que o
espetáculo da vida..."
João Cabral de Melo Neto

Morte e vida severina, belíssimo poema dramático, de João Cabral de Melo Neto, narra a história, ou melhor, a peregrinação do retirante Severino desde o sertão Pernambucano, onde vivia, até sua chegada a Recife. Nada mais é do que um lavrador fugindo da seca e da miséria e indo em busca de trabalho na cidade grande.
No caminho, o personagem-protagonista se depara com vários acontecimentos lúgubres. Logo no início de sua jornada dá de cara com um defunto que estava sendo conduzido por dois homens até o cemitério. E se propõe a carregá-lo no lugar de um dos dois. Este moribundo representa a companhia da morte ao longo de todo o percurso, como também, a luta pela terra, visto que tratava-se de um lavrador , cuja morte foi fruto da pistolagem de fazendeiros para tomar-lhe a terra.
Severino perde-se naquele agreste, na imensidão do leito seco do rio Capibaribe. Cansado da viagem ele a interrompe por um tempo. Procura um trabalho, entretanto, o único ofício que encontra é o de rezadeira, para o qual não é apto. Chega à Zona da Mata e mais uma vez dá uma pausa na travessia. Aflora nele a esperança de mudar de vida ao se aproximar do mar, porque ali a terra é boa e a água jorra nas cacimbas.
Vê ao longe os campos verdejantes de cana, mas a miséria dos trabalhadores é a mesma. Nesta ocasião, assiste a um enterro de um trabalhador braçal que nunca viu seu sonho se realizar: a reforma agrária.
A desilusão é inevitável devido a tanta miséria que vê. E Severino almeja chegar logo no litoral. Ufa! Finalmente o nosso herói chega ao seu destino.
Infelizmente, o último fio de esperança foi desfeito ao saber que naquele lugar os retirantes não tinham direito nem a um enterro digno. Restava a eles apenas a indigência. Estava na capital, mas o sofrimento era o mesmo. O que vê nos manguezais são homens misturados ao barro, vivendo em condições precárias, morando em barracos. Isso foi a gota d'água que faltava para o retirante entrar em desespero e querer afogar-se. O mesmo rio que havia lhe desapontado antes, agora estava ali para servir-lhe de aparato funeral. Porém aproxima-se dele um morador daquele mangue, " Seu José, mestre carpina", depois de ser indagado pelo retirante sobre a profundidade do rio, com sua sabedoria de muitos anos de vida severina, desperta-lhe alguma esperança.
Eis que Seu José é interrompido por uma vizinha que lhe dá a notícia tão aguardada: o nascimento  do seu filho. Severino os acompanha e presencia a homenagem que os vizinhos fazem à criança. E os presentes que a ela são oferecidos. A boa nova foi anunciada por duas ciganas que leram a sorte do menino: "mesmo sendo uma criança de sete meses, raquítica, terá uma vida melhor que a de seus pais."
Seu José pergunta a Severino se ainda vale a pena se matar depois de presenciar o nascimento da própria vida e ele se convence de que a morte não compensa, ainda que a vida seja como a dele: severina.
Marlucy

17 comentários:

  1. Valeu Marlucy! Me ajudasse com um trabalho de literatura!

    ResponderExcluir
  2. MUITO GRATO...NÃO DISPONHO DE TEMPO ESSE RESUMO ME QUEBBROU UM GALHÃO!!!!!!!!VALEUUUU!!!!

    ResponderExcluir
  3. Fico contente em poder ajudá-los!!!Mas nada substitue a leitura do livro, que o resumo seja apenas um incentivoo!!Vale a pena a ler!!É um livro excelente!!
    Abraços!!!
    Marlucy

    ResponderExcluir
  4. Me ajudou mto tirei 10 obrigado *-------*
    me ajudou pakas

    ResponderExcluir
  5. adorei espero me ajude no trabalho de literatura pois preciso muito de nota, ha e amei a história eu já li esse livro mais não sabia direito fazer umresumo. Obrigada

    ResponderExcluir
  6. nossa mano vc tem o dom , esse ja li o livro duas vezes i esse resumo meio que retrata tudo do mesmo geito que da pra vc viajar no livro tmb da no teu resumo .
    continue asim pq vc tem a manha!!!

    ResponderExcluir
  7. Baixar o Filme - Morte e Vida Severina - http://mcaf.ee/sqp6l

    ResponderExcluir
  8. Legal me ajudou no Trabalho de Artes que a professora pediu rsrs

    ResponderExcluir
  9. sem dúvida é uma das melhores obras da nossa literatura, inspiradora, instigante.
    Iran Rabelo
    iranrab@gmail.com

    FACE: iran rabelo

    ResponderExcluir
  10. Um ótimo resumo (: Tudo oq preciso , pois tenho 5 provas para amanhã.E qnto á obra : Admirável .Beijos , obrigada !

    ResponderExcluir